Imprimir

O Conselho de Ministros decretou hoje o aumento das restrições e determinou o Estado de Calamidade em Portugal. O anúncio foi feito pelo Primeiro-Ministro, António Costa, no final da reunião do Executivo. O primeiro-ministro referiu ainda oito medidas a entrar em vigor e destacou que a Covid-19 tem tido uma "evolução grave" no nosso país.

Assim, a partir das 24 horas de hoje, os ajuntamentos na via pública vão ser limitados a cinco pessoas e os eventos de natureza familiar que sejam marcados a partir de hoje, como casamentos e batizados, ficam limitados a 50 pessoas. Nas Universidades e nos Politécnicos, são "proibidos todos os festejos académicos e receções".
Haverá um reforço das ações de fiscalização das forças de segurança e ASAE no sentido de fazerem cumprir as regras na via pública e nos estabelecimentos de restauração e serão agravadas "até 10 mil euros" as coimas às empresas que "não assegurem o escrupuloso cumprimento das regras em vigor".
O Governo quer também impor uso obrigatório de máscara na rua e por isso o primeiro-ministro informou ainda que irá apresentar à Assembleia da República uma proposta de lei para que seja obrigatório o uso de máscara na via pública, "com óbvio bom senso de só nos momentos em que há mais pessoas na rua", disse.
Na mesma proposta a entregar ao Parlamento, o Governo vai propor a obrigatoriedade da utilização da aplicação Stayaway Covid em contexto laboral, escolar, académico, nas Forças Armadas e de segurança e na administração pública.
António Costa explica que estas oito decisões visam reforçar o “sentido coletivo” de prevenir a propagação da pandemia e volta a lembrar que o sucesso do combate ao coronavírus só acontece através do comportamento individual de cada um.


CarBus

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
9031
Ontem
21734
Este mês
692412
Total
34122238
Visitantes Online
20