Imprimir

Devido à pandemia da Covid-19 o Município da Sertã decidiu não organizar, este ano, a Maratona da Leitura – 24 horas a Ler.

Na reunião do executivo municipal desta segunda-feira,12 de outubro, o vereador do Partido Socialista, Carlos Miranda, voltou a falar sobre este assunto, lamentando tal decisão, até porque, como disse, o município organizou outras atividades que envolveram a presença de público e esta até “é constituída por um conjunto de eventos que não precisariam de grandes ajustamentos para se adequar às regras em vigor por causa da pandemia. São eventos que decorrem em pequenos grupos, podendo ser realizados ao ar livre, podendo ainda ter uma forte componente organizada através de plataformas digitais”, disse, recordando que foram organizados eventos como o SunSert, dado apoio e acolhimento ao “Cortiçada Art Fest” e à Baja TT do Pinhal, sempre com respeito pelas diretrizes da Direção-Geral de Saúde.
Atendendo aos exemplos deixados e lamentando que, apesar de ter sido uma boa iniciativa, o Município tenha apoiado o Cortiçada Art Fest, um evento que tem origem no concelho vizinho de Proença-a-Nova, Carlos Miranda considerou que “a Maratona de Leitura é o único que não poderia ter sido anulado”, pois “com a câmara ou contra a câmara, a Maratona de Leitura tornou-se a maior marca cultural da Sertã, uma marca que atingiu uma dimensão nacional, e que viu agora interrompido o seu percurso ascendente”. O vereador teme mesmo que “o prejuízo causado por esta interrupção possa ser inultrapassável”, já que “uma marca custa muito a construir e não deve ser parada na sua ascensão, se queremos criar uma marca forte. É uma regra básica do marketing”, atestou.

Refutando as afirmações do vereador socialista, José Farinha Nunes, presidente da autarquia sertaginense, volta a apontar a pandemia como o grande entrave para esta realização pois, a acontecer, viriam pessoas de outros países e “em tempo de pandemia queremos evitar”, disse. Tendo em conta a dimensão cultural já alcançada por este evento, o autarca considerou que “se fizéssemos uma pequena maratona, não coincidia com o que vinha a acontecer. Era baixar o nível”, explicou, adiantando que o objetivo foi a não organização de uma “maratonazinha ou de um festivalzinho do maranho” este ano porque são iniciativas que estão num patamar superior em termos de promoção exterior do concelho.


CarBus

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
9809
Ontem
21734
Este mês
693190
Total
34123016
Visitantes Online
31