Imprimir

Vai ser feito o projeto de recuperação” - José Farinha Nunes… O presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Farinha Nunes esteve reunido esta semana com a secretária de estado da educação, para falar sobre as obras na Escola Secundária da Sertã.

Em declarações à Rádio Condestável o autarca garantiu que o assunto é do conhecimento da governante e “foi-nos dito que havia necessidade de reforço de segurança em termos sísmicos”, disse. Assim “vai ser feito o projeto de recuperação”, informou o autarca, ressalvando que “isto é um processo que vai demorar, possivelmente, um ano, ou mais e entretanto as aulas vão funcionar em módulos climatizados, junto à escola”, garantiu o edil sertaginense.
De referir que na reunião do executivo municipal da Sertã desta semana a vereadora do PSD Cláudia André falou deste assunto, manifestando, em primeiro lugar o desejo de que as obras fiquem concluídas este ano e informando, em segundo lugar que alguns deputados do Grupo Parlamentar do PSD na Assembleia da República, onde a própria se inclui, endereçaram algumas perguntas ao Ministro da Educação sobre este assunto.

Resumidamente, os deputados quiseram saber qual o montante contemplado no Orçamento de Estado para esta obra, se o Ministério da Educação vai assegurar a melhoria das condições de conforto térmico e dos meios materiais das salas de aula a fim de solucionar os problemas descritos, nomeadamente com a instalação de contentores, se vai assegurar que as intervenções estruturais não recorrerão ao orçamento do Agrupamento de Escolas da Sertã e se o ME tem condições de assegurar, por escrito, todas as diligências necessárias para retomar e concluir as obras.
Na resposta o Governo socorreu-se do relatório efetuado para dizer que “foi decidido reforçar a viga que os peritos indicaram e, apesar de não ser obrigatório por lei, decidiu-se também contratar a elaboração de um projeto de reforço estrutural do edifício de forma a aumentar a sua resistência a fenómenos sísmicos. Aguarda-se a conclusão deste projeto para aferir as condições necessárias à sua execução, plano de trabalhos e respetivos custos”, deu conta a vereadora, adiantando também que na mesma resposta o Governo salienta ainda que “o edifício está estável e que não oferece nenhum perigo para os seus utilizadores”.
Cláudia André reforçou o desejo de que este projeto seja concluído rapidamente e que o plano de trabalho e respetivos custos sejam céleres e todos da responsabilidade do Ministério da Educação.
Em termos de custos, José Farinha Nunes garantiu que “o Município não consegue suportar mais do que já suportou”.

ofertaB etpzp

CarBus

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
1842
Ontem
10999
Este mês
196160
Total
32232827
Visitantes Online
10