Imprimir

Conheça algumas diferenças, saiba como atuar e que cuidados ter… Com a deteção de um ninho de vespa asiática dentro da vila de Cernache do Bonjardim, (ver notícia relacionada) o assunto voltou a ser amplamente comentado.

Este ano, no concelho da Sertã, já foram destruídos 30 ninhos e muitos mais o serão, acredita Ricardo Sequeira, o homem que tem a tarefa de os exterminar no concelho sertaginense.
A realidade está implantada mas a confusão também, isto porque tem havido igualmente um aumento da vespa europeia e por conseguinte dos ninhos que, parecendo iguais, têm muitas diferenças. “Quase que há tantas ocorrências de vespa europeia como da asiática”, confirmou à Rádio Condestável o também apicultor. Ricardo Sequeira acha que esta proliferação se deve “às diferenças de temperatura e mudanças climáticas. O inverno foi prolongado e só agora é que o calor vem. O sol anda mais baixo, há mais calor e há zona com alguma humidade e é aí que elas se acolhem e se reproduzem para depois hibernar e ficar para o próximo ano”, explicou.
No sentido de elucidar as pessoas, este apicultor pretende expor os dois ninhos para que as pessoas percebam as diferenças. Será “na Alameda da Carvalha, por ocasião da realização do mercado mensal dos Produtos da Terra, no terceiro domingo de cada mês”, disse, elucidando que “a europeia faz os ninhos nas tocas das árvores, no chão, dentro das chaminés e de casas enquanto que a asiática é nas árvores, nos beirados das casas, por exemplo e a bola é mais redonda e perfeita”.

Esta é uma batalha de todos e com o aproximar do outono, os ninhos que se encontram em árvores de folha caduca começam a ficar mais expostos. Deste modo, nesta e em qualquer circunstância as pessoas deverão redobrar a atenção, por exemplo “se vão fazer uma caminhada ou um passeio, se vão para a horta ou fazer trabalhos no campo ou na mata”. Há ainda que ter atenção nesta época de vindimas pois estes insetos atacam caso se sintam ameaçados. “As pessoas alérgicas, se levar uma picadela ou mais poderá ter consequências mais graves”, alertou. Caso avistem um ninho as pessoas deverão informar a câmara ou a GNR ou ligar para o 808 200 500.
Os ninhos primários, que surgem sensivelmente no mês de março e de abril estão situados em locais mais baixos, já os ninhos secundários, que surgem a partir do mês de julho e são construídos em locais mais elevados. Devido ao risco elevado de incêndio florestal, na última semana não foi possível exterminar qualquer ninho (neste concelho os ninhos são queimados), mas nos próximos dias Ricardo Sequeira diz que vai ter muito trabalho pois existem muitos ninhos para destruir no concelho da Sertã.
De referir que no ano passado, no final de novembro foram destruídos cerca de 70 ninhos.

CarBus

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
12329
Ontem
15812
Este mês
228835
Total
27770052
Visitantes Online
13