Imprimir

Nos últimos anos o dia do Município de Oleiros tem servido para homenagear instituições e cidadãos, que têm ajudado a fazer a história de um povo que obteve o foral de D. Manuel há mais de 500 anos.
Fernando Jorge, Presidente da câmara, disse na sessão solene no salão nobre dos paços do concelho, que aquele era o momento de elevar a autoestima dos oleirenses e referenciar alguns como marcas identitárias do povo, pobre em bens materiais, mas rico na sua vontade de vencer.
“Um desses homens morreu por uma causa e ainda hoje não foi feita a devida justiça”, afirmou o autarca, ao referir-se ao funcionário municipal Avelino Ferreira, que morreu num acidente com uma máquina de rastos em outubro de 2017, a combater um incêndio. Foi, por isso, entregue à viúva a Medalha de Honra Municipal, a Pinha de Honra Municipal, tendo o autarca enaltecido o seu trabalho no concelho e nos concelhos vizinhos, dizendo que “as injustiças que lhe foram feitas e que vão ser de certeza ultrapassadas, vão repor alguma justiça", prometendo que "não vamos ficar quietos enquanto isso não acontecer”. (Ver noticia Relacionada)
Neste dia foi ainda homenageado o corpo ativo dos Bombeiros Voluntários de Oleiros, para os quais o responsável autárquico pede um olhar diferente a quem governa e pode ajudar. Deste modo, foi entregue ao comandante Luís Antunes e ao presidente da direção Albino Caldeira, a Medalha de mérito municipal, Pinha de Mérito Municipal Grau Ouro, referindo que “com os meios que tem, com as viaturas antiquadas que tem, num país onde se gasta tanto dinheiro mal gasto, não há dinheiro para apetrechar condignamente esta corporação", acusou, deixando a garantia de que "cá estaremos para lutar por isso, como sempre estivemos, ainda agora para lutar pelas três ambulâncias, mas havemos de continuar a lutar para que esta (corporação) possa continuar a desempenhar as suas cabais funções em prol deste povo”.
Foram ainda homenageados a título póstumo Francisco Alves de Matos, Armindo Lourenço da Silva, Álvaro Ferreira de Matos e Francisco Fernandes, antigos comandantes dos bombeiros de Oleiros com a Medalha de Mérito Municipal Pinha de Mérito Municipal Grau Ouro.
Francisco Peraboa, Comandante Distrital de Operações Socorro de Castelo Branco, ali presente, referiu-se ao trabalho que todos eles desempenham como  relevantes serviços à causa pública, para que hoje a instituição esteja com um nível muito elevado e também relembrou estes que “foram importantes com um trabalho por vezes menos visível mas que fazem parte do nosso conhecimento e do nosso crescimento e é importante dar-lhes visibilidade”.
No final da sessão, Fernando Jorge adiantou que está em estudo uma proposta para que a atribuição de apoios aos bombeiros, a fim de continuar a cativar homens e mulheres para a instituição, segundo a qual seja “criado um estatuto especial para os nossos bombeiros para poderem beneficiar de algumas condições que possam servir de estímulo para que outros se possam vir a juntar a esta “grande família”, revelou.
Outra das instituições contemplada com uma distinção foi a Sociedade Filarmónica Oleirense, que está a assinalar 125 anos de existência e que muito tem ajudado a levar longe o nome do concelho, tendo, por isso, recebido a Medalha de Mérito Municipal, Pinha de Mérito Municipal Grau Ouro. Nas palavras do autarca esta associação ”divulga o nosso concelho no país e no estrangeiro. Ao mesmo tempo, celebrar 125 anos para uma instituição como esta é obra e este reconhecimento é mais que merecido e decerto acompanhado por todos os oleirenses”.
Foram ainda, como já vem sendo hábito, assinados 16 protocolos de colaboração com instituições e associações do concelho, num total 386.250€

CarBus

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
143
Ontem
16144
Este mês
76820
Total
28052205
Visitantes Online
38