Imprimir

A Feira do Pinhal em Oleiros está já de portas abertas, este ano num espaço diferente e criado para o efeito uma vez que o centro da vila onde decorria desde há vários anos, vai entrar em obras.
Na abertura da 19.ª edição deste certame, Fernando Jorge, presidente da câmara, fez questão de lembrar ao Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira que ali veio para o ato inaugural, que este interior é idêntico ao que ele conhece bem, já que é natural de Bragança e continua a ser olhado de forma diferente por parte de todos os governos e dá exemplos, pois “os nossos terrenos nas margens do Rio Zêzere foram alagados para termos barragens que dão água aos grandes centros e o que recebe esta gente em troca? Nada. O oxigénio que combate o excesso de anidrido carbónico dos grandes centros é produzido aqui, o que é que recebe esta gente em troca? Nada. Haverá alguma razão para os municípios como o de Oleiros pagarem o metro cúbico de água mais caro que os grandes centros urbanos, indo a água daqui?”. Estes são alguns dos exemplos da descriminação negativa a que estes territórios estão votados por parte do poder central.
Fernando Jorge, embora reconhecendo que não é da competência de João Sobrinho Teixeira, mesmo assim aproveitou a ocasião para solicitar a este responsável que ajude a resolver o diferendo entre a autarquia e o Governo quanto à indemnização para a família do colaborador da câmara municipal, que faleceu durante

o combate a um incêndio em outubro de 2017, já que “a Assembleia da República por maioria esmagadora e sem qualquer voto contra, aprovou um projeto de resolução para que esta viúva e os órfãos venham a ser tratados, logo indemnizados, como todas as outras vítimas deste flagelo". O autarca pede, por isso, "que o Governo, o mais breve possível, dê cumprimento a este projeto de resolução, pondo fim a este diferendo entre o Município e o próprio senhor Primeiro-ministr, do qual ninguém beneficia e a todos incomoda”.

As primeiras palavras do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior foram para dizer que embora não seja da sua competência, fará os possíveis para ajudar a resolver este e outros problemas que afetam o concelho, para depois se centrar na sua área, a da educação, e mais concretamente o ensino superior, para dizer que hoje o nosso país está lado a lado com os países mais desenvolvidos e que estamos nos últimos anos a exportar ciência. “Fazer da ciência um setor exportador nacional e a fazer disso um retorno financeiro para o país, que se traduz num grande futuro a deixar aos nossos filhos” é o objetivo, disse.
Este território despovoado é hoje uma terra de oportunidades e realçou o facto do número de alunos do ensino superior estar hoje a crescer graças às condições que as escolas do interior oferecem a alunos de vários quadrantes, pois “ o interior que há uns anos era visto como uma região analfabeta é hoje das regiões que mostra maior tolerância em relação à diferença e de acolher aqueles que são diferentes e assim é um território de oportunidades, já que é aqui que o número de estudantes vindos de outros quadrantes encontra colocação”, atestou.

A Feira do Pinhal prolonga-se até domingo e terá animação diversificada. No sábado, dia 10, estará a cargo dos Repórteres do Pinhal e da Sociedade Filarmónica Oleirense. No domingo haverá Pista de tratores e animação infantil e de rua. E na madrugada de dia 12, segunda-feira, dia do concelho, decorrerá o
espetáculo piromusical, pela Pirotecnia Oleirense, às 00:30.
Nesse mesmo dia, pelas 11:00, decorrerão as habituais cerimónias oficiais e à noite o recinto da Festa de Santa Margarida recebe as atuações de Artur e Márcia e o concerto com Os Anjos. Seguem-se as performances da Dj Carolina Martinez e do Dj Shark.

 

CarBus

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
935
Ontem
16144
Este mês
77611
Total
28052996
Visitantes Online
8