Imprimir

O Arquivo Municipal de Pedrógão Grande está agora mais rico. No passado dia 8 de junho foi formalmente entregue o espólio de mais de 1900 manuscritos e apontamentos, fotografias, correspondência, cartões, cartazes, bilhetes-postais e medalhas pertencentes a José Manuel Pereira Barão, já falecido.

Durante mais de 45 anos foi juntando toda esta documentação e, como referiu a esposa Noémia Barão, à Rádio Condestável, José Manuel Pereira Barão era um “ajuntador”. Mostrando-se “orgulhosa” do marido, confirmou que este espólio, “poderá ter um grande contributo para a história desta terra”, uma vez que “ele passou por todas as instituições de Pedrógão e tem muito para contar”.
Susana Coelho, responsável pelo arquivo e biblioteca do concelho, definiu como louvável esta doação, pois “são documentos e memórias de um senhor que nos diz muito, com uma sensibilidade extrema na preservação do património local”, disse, confirmando que “é com prazer que o recebemos e que agora lhe vamos dar o tratamento adequado e torná-lo acessível”.
Acácio de Sousa, habituado a lidar com este tipo de documentos, foi durante largos anos diretor do aquivo distrital de Leiria. Ali presente referiu-se também à importância que estes documentos têm para se fazer um retrato do passado do concelho já que “está ali muito do pulsar da sociedade pedroguense. Com estes espólios pessoais, anos mais tarde, ficamos estupefactos com muita informação que está ali e percebemos como as coisas nasceram, evoluíram e muitas vezes acabaram”, retratou.

Para Margarida Guedes, vice-presidente da autarquia local, esta cerimónia esteve revestida de um duplo significado, por um lado “por ser um pedroguense a disponibilizar o seu espólio, e por outro por ser a família a oferecê-lo”, confirmou, destacando a “generosidade da família”. Para o arquivo “é um enriquecimento, pela riqueza cultural que oferece e da marca territorial que fica”, finalizou Margarida Guedes.
Esta foi uma iniciativa integrada na Comemoração do Dia Internacional dos Arquivos, onde teve lugar a assinatura de um Auto de Doação. Salienta-se ainda que fazem parte deste espólio um conjunto de jornais, revistas e boletins de cariz regional, como sendo “Voz da Graça”, “A Comarca”, “Expresso do Pinhal”, “Notícias do Pinhal”, “Casa de Pedrógão Grande”, “O Castanheirense”, “Jornal da Castanheira de Pera”, “Ribeira de Pera”, “Comarca de Figueiró”, “Comarca da Sertã”, entre outros.
José Manuel Pereira Barão, natural de Moura no Alentejo veio para este território para estudar no Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim, concelho da Sertã.
Considerado pelos pedroguenses, José Manuel Pereira Barão, adotou esta terra, onde exerceu a sua profissão numa agência bancária e viveu durante 45 anos.
Viria a falecer a 1 de março de 2018.

ofertaB baseStandFrigi

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
1423
Ontem
13017
Este mês
298407
Total
26728079
Visitantes Online
4