Imprimir

“Daniel António Rodrigues – O sonho além do sucesso”, assim se chama o livro da autoria de Sílvia dos Santos Ferreira, que foi apresentado este sábado, 13 de abril, na Biblioteca Municipal Padre Manuel Antunes, na Sertã.

Trata-se de uma obra de cariz biográfico, que contou com o apoio do Município da Sertã, e que retrata o percurso de vida de Daniel Rodrigues, natural do lugar do Venestal, na freguesia da Sertã. Tendo começado do zero, conquistou uma importante fortuna no Brasil. Numa época em que as necessidades eram muitas, “teve mais sucesso por isso mesmo”, descreveu José Farinha Nunes, presidente da autarquia sertaginense e que prefaciou esta obra. Por ter nascido numa ldleia próxima do Venestal, recordou que “acompanhei a evolução deste homem e achei interessante a forma como lutou e progrediu”. Apesar de longe nunca esqueceu a sua terra e mandou construir a escola da aldeia e “ao lado da escola teve o cuidado de construir uma cantina”, pois “sabia que as pessoas não viviam bem e as famílias tinham dificuldades. Se tivessem uma ou duas refeições, era uma forma de incentivar os alunos a irem à escola”, recordou.

Daniel Rodrigues nasceu a 21 de abril de 1892 e para ir à escola tinha que percorrer, a pé, 7 km’s e isso terá ajudado a cimentar a vontade de ir mais além. Segundo Bruno Rodrigues, neto deste homem, no Brasil “juntou uma poupança e seguiu o sonho de trabalhar por conta própria. Fundou um armazém de estiva. Começou pequeno e em menos de uma década tornou-se líder do mercado. Investiu na comercialização de produtos médicos e hospitalares.
Fundou a sociedade auto elétrica, Lda que passou a comercializar os automóveis marca Chrysler, no nosso estado e fez outros investimentos empresariais”, recordou.
Se o sucesso empresarial se fazia notar, o seu lado solidário também pois visitava com regularidade o hospital português, em particular a ala onde estavam os idosos desamparados e sem família para lhes dar alguma alegria e conforto. Ajudou ainda a construir um abrigo para idosos e pobres na cidade. Já como membro Rotary criou uma escola para crianças pobres e o Clube Português do Recife, que servia para ajudar na integração dos que chegavam ao país.
Sílvia dos Santos Ferreira é a autora da obra que surge, em primeiro lugar, como forma de homenagem e de agradecimento pessoal a um homem que, apesar da sua generosidade, caiu no esquecimento. Era uma “visionário, um empreendedor e uma pessoa à frente do seu tempo, que conseguiu alcançar um elevado nível de sucesso empresarial e financeiro mas nunca perdeu o seu caráter humilde e humanitário”, descreveu, recordando também que foi distinguido pelo Governo Português com a Comenda de Benemerência pelos serviços que prestou junto da comunidade portuguesa no Brasil.
O Venestal foi, logo a seguir à sede de concelho, Cernache do Bonjardim e Pedrogão Pequeno, a localidade onde chegou a luz elétrica e tudo graças a este homem que também ajudou na altura da 2ª Grande Guerra, a fazer chegar “bens alimentares e de primeira necessidade à sua terra natal" e “as pessoas viviam bem e sem fome”, sustentou a autora, apelidando-o de “pai dos pobres”.
Na apresentação do livro marcaram presença muitos familiares que vieram propositadamente do Brasil para assistir a este momento.


Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
878
Ontem
17901
Este mês
405139
Total
25026887
Visitantes Online
34