Imprimir

As assinaturas dos transportes públicos no Médio Tejo vão ter uma redução da ordem dos 40%, a partir de 1 de abril para os rodoviários e de 1 de maio para os ferroviários, anunciou hoje a comunidade intermunicipal.

Anabela Freitas, presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), e o secretário executivo da CIMT, Miguel Pombeiro, anunciaram ontem, em conferência de imprensa, em Tomar, que cerca de 90% dos 870.984 euros do programa de redução tarifária nos transportes públicos alocados à região se destinam a reduzir os custos dos passes sociais e dos bilhetes nos transportes a pedido.
A redução vai abranger não só os transportes públicos dentro da região, mas também na ligação a regiões vizinhas (Lezíria, Leiria, Coimbra e Beira Baixa) e os que são usados nas ligações pendulares a Lisboa, incidindo nos passes normais e jovens.Anabela Freitas disse que até ao final do ano a CIMT vai lançar um concurso para a concessão das linhas de transportes urbanos, na sequência da decisão de criação de uma autoridade de transportes, o que permitirá nivelar os preços nos vários concelhos onde o serviço existe.

No caso do serviço de transporte a pedido, de que a CIMT foi “pioneira”, a redução tarifária atinge em alguns circuitos os 47% de redução, passando os escalões tarifários a ser de 1, 1,5 e 2 euros o bilhete, dando Anabela Freitas os exemplos dos circuitos Cardigos-Mação, onde o bilhete passa dos 3,8 para os 2 euros (seis viagens passam a custar 10,8 euros contra os 22,8 atuais), ou Avecasta-Ferreira do Zêzere (de 2,8 para 1,5 o preço unitário e de 16,8 para 7,8 as seis viagens).

A verba destinada a aumento da oferta vai ser aplicada na expansão do serviço a pedido, em concreto na zona sul do concelho de Tomar (Madalena-Beselga) e nas ligações de Vila de Rei a Abrantes, Tomar e Sertã (as primeiras intermunicipais deste tipo de transporte, num ensaio que poderá ser replicado), uma vez que esta solução de transporte flexível se tem revelado eficaz.
O transporte a pedido está a funcionar em 11 dos 13 concelhos da região, com 60 circuitos e mais de 1.100 paragens, movimentando mensalmente mais de 700 viagens, adiantou.
A verba alocada visa um período de nove meses, sendo este ano a comparticipação dos municípios da ordem dos 2,5% (21.775 euros), valor que subirá para os 10% em 2020 e para os 20% em 2021.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
12782
Ontem
13424
Este mês
326543
Total
25453778
Visitantes Online
21