Imprimir

O Pavilhão Desportivo da Sertã, o Pavilhão Municipal de Proença-a-Nova e o edifício dos Paços do Concelho de Figueiró dos Vinhos vão sofrer obras de beneficiação, apoiadas pelo programa BEM (Beneficiação de Equipamentos Municipais, “exclusivo para territórios do interior”.

O programa foi criado pelo Governo e aprovou 38 candidaturas, no valor global de 142 516,00 para obras em infraestruturas municipais, explicou à Rádio Condestável o secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino. Os equipamentos “necessitavam de ser recuperados, muitos deles foram apoiados por fundos comunitários na sua construção e agora não tinham qualquer forma de ser beneficiados novamente por fundos comunitários”, explicou o governante.
Segundo um despacho publicado em Diário da República, o valor global de apoio para os 38 projetos é de 4,7 milhões de euros. Do total, 20 projetos destinam-se à requalificação de imóveis e instalações municipais, incluindo espaços desportivos, enquanto 18 visam a reabilitação e remodelação de edifícios sede de municípios, num investimento total de 9,430 milhões de euros, comparticipados em 50% pela administração central.
"Mantém-se como objetivo prioritário do Governo a afirmação do 'interior' como fundamental para o desenvolvimento económico e da coesão territorial", explica o despacho dos secretários de Estado do Orçamento, João Leão, das Autarquias Locais, Carlos Miguel, e da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, para quem, “tem que existir uma política diferente para o que é diferente” e este programa é um exemplo disso, pois “só se podem candidatar municípios do interior”.

As candidaturas ao programa BEM foram analisadas pelas Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), cabendo à Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) a elaboração da lista ordenada dos projetos, que levou em conta as pronúncias apresentadas em sede de audiência dos interessados.
No âmbito dos 20 projetos agora apoiados, 10 situam-se em municípios da região Centro, cinco no Alentejo, quatro no Norte e um em Lisboa e Vale do Tejo
O programa BEM foi criado pelo Governo em 2018 para beneficiação de equipamentos municipais, em territórios de baixa densidade.
Muito por causa da tragédia dos incêndios o país acordou para o facto de andar a duas velocidades e por a agenda mediática do governo para com o interior, que ocupa uma parte significativa dos meios de comunicação social, explicou João Paulo Catarino, ciente de que ainda há muito caminho a percorrer pois, e apesar de todas as medidas governamentais, “não conseguimos resolver um centralismo tão forte em dois s ou três anos”. O secretário de Estado lembrou os apoios à criação de novas empresas no interior, anunciado que “nestas novas candidaturas para novas empresas, mais de 60% foram em territórios no interior, onde é mais fácil aceder a apoios comunitários onde há um conjunto de custos de contexto reduzidos”, disse, confirmando que “há uma mudança significativa mas que tem que ser continuada e temos que ser persistentes nesta abordagem”, sustentou.

ofertaB baseStandFrigi

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
1759
Ontem
16140
Este mês
273389
Total
26303591
Visitantes Online
25