Imprimir

A Assembleia Municipal de Vila Velha de Ródão aprovou o orçamento municipal para o ano de 2019, cujo valor atinge os 10.220.000 €. Trata-se de um aumento de 12,31% face ao orçamento do ano anterior, reforçando uma tendência já registada nos orçamentos anteriores, refere a autarquia numa nota enviada à comunicação social

Depois de aprovado pela Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, o documento foi submetido à sessão de 13 de dezembro da Assembleia Municipal, tendo sido aprovado por maioria, com 15 votos a favor e quatro abstenções.
Considerando os agregados da receita de capital/despesa de capital, verificamos que esta representa apenas 53,97% das despesas de capital, recorrendo o Município a receita corrente e a fundos próprios para a concretização dos seus projetos de investimento, prática que o executivo tem vindo a desenvolver ao longo do seu mandato e que neste ano regista um acréscimo muito substancial.
Importa ainda referir que o Município se encontra a realizar o maior volume de investimento de sempre, sendo este ainda mais significativo quando é feito quase exclusivamente com capitais próprios. Os fundos comunitários representam assim uma parcela muito insignificante no que se refere à alavancagem destes projetos, que se concretizam sem a necessidade de endividamento e sem recurso ao crédito, situação sem correspondência a nível nacional. De salientar que estamos perante um crescimento de investimento este ano, em relação ao orçamento do ano anterior, na ordem dos 21 % e um incremento em termos de investimento de capital de 10%.

As grandes Opções do Plano para 2019 sustentam-se, de forma positiva, na situação económica e financeira equilibrada da câmara, da qual o presidente Luís Pereira se congratula com “o facto de sermos uma referência em termos nacionais, ao nível das autarquias, no que respeita ao prazo médio de pagamento a fornecedores, que no terceiro trimestre de 2018 se situava nos 16 dias, dado que queremos realçar. À semelhança dos exercícios económicos anteriores, temos cumprido integralmente os limites de endividamento, nos termos da Lei das Finanças Locais, continuando a reduzir a dívida e a aumentar a nossa margem disponível”.
No geral, o Orçamento Previsional sofreu um acréscimo na ordem dos 12,31%, face ao ano anterior, tendo-se registando a maior variação, cerca de 21,86%, ao nível do Plano Plurianual de Investimentos (PPI). A Habitação e Serviços Coletivos sofreu um destacado crescimento, fruto do investimento que o município se encontra a realizar e que prevê concluir no próximo ano, com a construção de 18 fogos habitacionais, na Quinta da Torre, em Vila Velha de Ródão. Para Luis Pereira, presidente do Município este é um projeto que irá dar “continuidade às políticas de fixação de pessoas no concelho, procurando fazê-lo através da reabilitação imóveis/construção de imóveis para disponibilização no mercado de venda e arrendamento. “
As infraestruturas viárias representam outra das grandes áreas de investimento deste orçamento, estando prevista a requalificação da Rua da Estrada N.º 18, a beneficiação do Caminho Agrícola Vilas Ruivas/Perdigão e a requalificação de diversas estradas e caminhos no concelho.
A proteção, conservação e valorização do Património Natural é outra das preocupações contempladas neste orçamento, através do desenvolvimento de projetos como a Praia Fluvial da Foz do Cobrão (2.ª fase), a Produção da Cartografia de Risco no âmbito das alterações climáticas e a Requalificação Ambiental do Ribeiro do Enxarrique.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
8522
Ontem
27126
Este mês
899228
Total
24487835
Visitantes Online
43