Imprimir

As primeiras chuvas deste outono trouxeram consigo um manto de espuma branca à Ribeira do Amioso na Sertã, curso de água que atravessa a Vila. A situação começou a ser visível na tarde de ontem.

Ao que a Rádio Condestável apurou, a Câmara Municipal da Sertã foi alertada e o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR esteve no local a recolher amostras.
Aparentemente trata-se de hidrocarbonetos transportados pelas águas pluviais que estão à superfície do alcatrão e que vêm da Zona Industrial. “Todos os anos, nas primeiras chuvas, acontece este fenómeno e, em princípio, serão óleos que andam em cima do alcatrão e que não passam pela conduta principal, controlada pela câmara”, justificou José Farinha Nunes, presidente da autarquia sertaginense.

O autarca acrescentou ainda que “as primeiras chuvas lavam todos os óleos que existem à superfície e arrastam-nos para a ribeira e é uma situação que não é possível controlar”, disse ainda.
O edil descartou a possibilidade de ter havido uma descarga poluente pois “as autoridades têm fiscalizado e não me parece que seja possível ser uma descarga porque o tratamento é feito”, sustentou.
Ciente de que, apesar de tudo, a situação “é prejudicial e estamos todos preocupados”, José Farinha Nunes garantiu que "as autoridades fiscalizadoras estão atentas”.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
10654
Ontem
28660
Este mês
774280
Total
24362886
Visitantes Online
40