Imprimir
Dados provisórios da Autoridade Florestal Nacional
A área ardida em Portugal atingiu nos primeiros seis meses do ano valores idênticos a todo o ano de 2008, cerca de 17 200 hectares, revelam dados provisórios da Autoridade Florestal Nacional (AFN).
O relatório provisório de incêndios florestais, disponível na página da Internet da AFN, mostra que entre 01 de Janeiro e 15 de Junho arderam 17 262 hectares (ha), entre povoamentos (4 612 ha) e matos (12 650 ha), área semelhante à devastada pelas chamas em todo o ano de 2008, quando foram consumidos 17 244 ha.
Segundo os dados, a área ardida até 15 de Junho mais do que quadruplicou face ao mesmo período do ano passado, quando arderam 4 251 hectares.
As ocorrências também aumentaram, tendo subido 88 por cento relativamente a período idêntico do ano passado, mas longe das 13 832 ocorrências verificadas em todo o ano de 2008.
De 01 a 15 de Junho deste ano registaram-se 6 981 ocorrências (2 129 incêndios florestais e 4 852 fogachos), de acordo com o relatório.
O histórico, entre 1999 e 2009, mostra que até 15 de Junho o total registado em ocorrências e área ardida é superior ao verificado no mesmo período de anos anteriores, à excepção de 2005, quando ocorreram 10 662 ocorrências que afectaram 20 575 hectares, adianta o documento da AFN.
Os dados mostram, igualmente, que Março foi o mês com o maior número de ocorrências (3 644) e área ardida (13 060), bem com em reacendimentos (181), correspondendo a área ardida a 76 por cento do total do ano.
De acordo com o documento, Vila Real é o distrito com maior área ardida, tendo sido consumidos 4 273 hectares, seguido de Bragança (2 946 ha) e Braga (2 943 ha).
Por sua vez, o maior número de ocorrências verificou-se no Porto, distrito "fortemente influenciado pelo elevado número de fogachos", que afectaram áreas inferiores a um hectare.
Distritos como Vila Real, Viseu e Bragança também apresentam um total de ocorrências elevado, sendo que Vila Real é o único que regista um número de incêndios florestais superior a fogachos, cujo significado é o aumento da área ardida, diz o relatório.
Segundo os dados provisórios, até 15 de Junho registaram-se 20 grandes incêndios (com uma área afectada igual ou superior a 100 hectares), correspondendo a 31 por cento da totalidade de hectares queimados.
 

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
16138
Ontem
40319
Este mês
459829
Total
29712323
Visitantes Online
31