Imprimir
Esta cerimónia foi o culminar de um percurso que valeu a pena e que vai continuar a valer, como elucidou Ana Relvas, Directora do CNO da Sertã...

O Centro Novas Oportunidades (CNO) do Agrupamento de Escolas da Sertã já entregou os cerca de 100 Diplomas de Certificação de Nível Básico e Secundário, aos alunos que concluíram o processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), no CNO da Sertã.
Esta cerimónia foi o culminar de um percurso que valeu a pena e que vai continuar a valer, como elucidou Ana da Silva Relvas, Directora do CNO da Sertã, acrescentando que “a qualificação escolar é condição sine qua none para o progresso e a escola, só com o contributo dos variados parceiros poderá cumprir este desiderato”.
O orgulho de todos quantos trabalharam com os agora “diplomados” esteve presente em cada palavra pronunciada, sendo que as mesmas apelaram à continuidade neste processo, para que “de hora avante continuem a investir no vosso saber, nas vossas qualificações no desenvolvimento das vossas competências, porque mais cedo ou mais tarde serão recompensados por tal”, complementou Ana Relvas.
O trabalho desenvolvido pelo CNO é para as pessoas e como garantiu António Martins, coordenador do Centro, “vamos continuar a fazer o nosso trabalho com orgulho, com sentimento de que estamos a fazer coisas que as pessoas merecem”, acrescentando que “não estamos a distribuir diplomas a vulso “, mas sim “a dar às pessoas um papel que diz que estas habilitações são merecidas, não porque fizeram o 12º ano num ano mas sim em décadas”, rejeitando a ideia que chamou “ignorante e de má fé”, de quem pensa desta forma.
Presente nesta cerimónia esteve também o presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Paulo Farinha. A autarquia foi e continua a ser parceira neste projecto Novas Oportunidades e o autarca confirmou o sucesso da iniciativa.
José Paulo Farinha deixou, aos recentes “diplomados”, o conselho de continuarem a construir uma sociedade mais justa e com mais oportunidades, já que este processo é hoje reconhecido “como uma realidade na qualificação da população. Podemos afirmar que actualmente ninguém contesta que aprender compensa”. A luta é no sentido de que “o nível secundário seja a referência para a qualificação dos nossos jovens e adultos, por ser o patamar mínimo para que possam adquirir e reter, ao longo da vida novas competências”, elucidou o autarca.
O processo RVCC assenta no conceito de aprendizagem ao longo da vida, através da análise do percurso de vida escolar, formativo, profissional, pessoal e social de adulto.
A estrutura do processo baseia-se em quatro áreas de competência chave, necessárias para a formação da pessoa/cidadão no mundo actual, ou seja, na linguagem e comunicação, nas tecnologias da informação e comunicação, matemática para vida e cidadania e empregabilidade.
 

CarBus

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7



Estatísticas

Hoje
4616
Ontem
14044
Este mês
250655
Total
27453133
Visitantes Online
21