Imprimir

Feira semanal vai ser transferida para o espaço do mercado municipal... Novos tempos obrigam a novas exigências e o Mercado Municipal da Sertã vai ter nova cara, vai ser mais atrativo e convidativo, ter melhores condições de segurança e conforto.

Terá uma imagem contemporânea com utilização de novos materiais, destacando-se a madeira de pinho da região. A intervenção, a iniciar-se ainda este mês ou em fevereiro, será ao nível do interior e do exterior. “Tudo o que existe será substituído, uma vez que o espaço não tem condições para funcionar como mercado”, disse à Rádio Condestável o presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Farinha Nunes. “Estamos a falar de higiene e de saúde e de problemas que queremos evitar e é fundamental ter um mercado em condições”, explicou.
De acordo com a memória descritiva do projeto, as alterações serão “profundas”, com um piso superior mais aberto e fluido para o exterior, bem como uma nova cobertura, com uma geometria totalmente diferenciada da agora existente. No interior as alterações serão ao nível funcional. Será criado acesso para pessoas com mobilidade reduzida, com elevador interior de acesso aos diferentes pisos. O número de postos de venda foi reajustado às necessidades atuais e na nave central são criadas três estruturas, tipo ilha, com doze postos de venda para frescos (fruta e legumes). Na ala contrária às lojas serão instalados oito pequenos quiosques de venda destinados a comércio de pão, queijos e outros produtos regionais, além das lojas já existentes de comércio de carne e derivados. Irão existir três espaços de venda de peixe e serão construídas novas instalações sanitárias. José Farinha Nunes dá o exemplo de algumas lojas (talhos), viradas para o exterior, “que estarão abertas diariamente, independentemente do mercado estar ou não aberto”, informou o autarca.

Aproveitando o investimento, esta intervenção visa criar um espaço “multifuncional” para estar aberto todos os dias da semana e ali serem realizados eventos diversos de cariz comercial, social e cultural a promover junto da comunidade local, permitindo uma utilização quotidiana de todo este equipamento. José Farinha Nunes está convicto que “as pessoas vão aderir a este tipo de mercado que quisemos modernizar".
Do projeto consta ainda a manutenção das lojas no Piso 0, que poderão ser utilizadas durante todos os dias, fora do horário do mercado, para usos variados, incluindo eventos, dando outra vivacidade ao empreendimento.
Um dos objetivos é “dinamizar o centro histórico”, criando “uma nova centralidade na Vila”, porque “é uma zona que está, de certa forma, morta e nós queremos reavivá-la”, disse. Neste contexto, também “o parque de feiras atual vai ser transferido para aqui (zona do mercado municipal)”, anunciou ainda o edil. 
As obras estarão a cargo da empresa Alvape, Construções e Obras Públicas, Lda de Pombal. A adjudicação foi feita pelo valor de 649,888,52 euros e será comparticipada em 85 % por fundos comunitários.

Durante o tempo em que o mercado estiver a ser intervencionado (300 dias) os comerciantes estarão a vender os seus produtos no parque de feiras em pavilhões que deverão ser instalados em breve, pela câmara da Sertã.
Quanto ao mercado de Cernache do Bonjardim irá igualmente avançar com obras de requalificação porque, "tal como o da Sertã, não reúne condições", explicou José Farinha Nunes.
Para esta obra o projeto está feito mas não existe candidatura. O presidente deixa a garantia que a câmara avançará com dinheiros próprios, recorrendo a um empréstimo. A obra orça em cerca de meio milhão de euros e irá contemplar, por exemplo estacionamento e alteração da traçado exterior ao estilo do mercado anterior (sobre este assunto daremos mais pormenores em breve).
O mercado da Sertã, foi inaugurado em junho de 1965. As condições gerais de conservação foram diminuindo muito ao longo do tempo com a utilização e as polivalências funcionais a estarem desajustadas à nova realidade legislativa, lê-se na memória descritiva do projeto que evidencia como maiores carências a cobertura em fibrocimento, instalações sanitárias em número insuficiente e desajustadas, postos de venda em grande número e disfuncionais, e pouca polivalência funcional ao nível de novos eventos.


Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
13232
Ontem
33716
Este mês
783188
Total
22399695
Visitantes Online
87