Imprimir

Livro "espelha a história do clube" - António Joaquim, presidente do GDVS... O Grupo Desportivo Vitória de Sernache (GDVS) realizou no passado sábado, dia 6 de outubro, a Gala Comemorativa dos 70 anos da coletividade, na presença de cerca de 250 pessoas.

Nesta gala foi apresentado o novo hino do clube da autoria do grupo Arregaita e de Fernanda Branco, foi “um momento alto", ilustrou António Joaquim, presidente do clube. Foi lançado um livro “onde está espelhada toda a história de todos os que fizeram parte dos destinos do GDVS”, disse também o presidente. O livro é da autoria de Rui Pedro Lopes e Jorge Coluna. Este último sublinhou contudo que é também “da autoria do todos os que ajudaram a construir o Vitória”. Nesta cerimónia foram igualmente distinguidos os que se realçaram nos últimos anos na coletividade, desde antigos atletas, passando por sócios com mais de 25 anos e patrocinadores, entre outros, com especial realce para a família Vaz Serra, uma vez que o clube nasceu “da vontade férrea” desta família, expressão repetida por vários oradores na noite comemorativa.

Também os agradecimentos fizeram parte dos discursos, com António José Simões, presidente da Assembleia Geral, a lembrar os fundadores “desta grande instituição”, os sucessivos órgãos sociais, os sócios e simpatizantes, atletas, entidades que têm colaborado com o GDVS e os clubes que competem com o Vitória.
Lembrar 70 anos é falar de um clube que escreveu “muitas e bonitas páginas da história” e “entrou na história da nossa terra”, salientou também António Joaquim, classificando a coletividade como “uma instituição que projeta todos os dias o nome de Cernache e do concelho da Sertã. Uma instituição séria e respeitável que enaltece todos os que construíram a sua história” e que continua a “preservar o civismo, a honradez, a transparência e a competência, como princípios fundamentais para honrar os nossos antepassados”, disse também o presidente, desejando que o clube continue a “ser um exemplo a seguir” e a afirmar-se.

Este ano, na celebração de 70 anos de vida foi já lançado um sítio na internet. “Foi o momento em que tornámos o clube mais moderno, mais perto de todos os sócios, simpatizantes, mais informativo para os adeptos onde podemos ver diariamente toda a realidade desta grande instituição”, lembrou António Joaquim, reforçando o objetivo de “regressar nova e imediatamente aos campeonatos nacionais. Para tal precisamos do apoio de todos sem exceções”, disse, confiando em cada vez mais vitórias “para orgulho e satisfação dos cernachenses”.
António Joaquim apelou igualmente à “verdade desportiva”, porque “o GDVS não é um clube qualquer”, é “um clube dos mais representativos do distrito e a Associação de Futebol de Castelo Branco (AFCB) não o tem tratado a esse nível”, lamentou.
Presente nesta cerimónia esteve também a presidente da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais. Filomena Bernardo destacou todos os que até hoje estiveram ligados ao GDVS. “Devemos ter orgulho no empenho, trabalho e sacrifícios que o clube viveu durante 70 anos” disse, ciente de que “todos cumpriram, até ao esgotamento a sua missão de formar homens e atletas e centenas de jovens”.

João Tavares, diretor da AFCB deixou felicidades e parabéns a todos os que lutaram pelo clube, um projeto “que tem pernas para andar”, vincou, desejando que “este clube continue e que este presidente continue a dar o corpo ao manifesto como tem dado”.
Rui Manhoso, da Federação Portuguesa de Futebol, mostrou-se preocupado com o facto de muitos clubes no futebol não profissional estarem a apostar em SADs, enaltecendo o “futebol da verdade, dos sacrifícios e raramente recompensado”. Ceder às SADs é “acabar pouco a pouco”, sustentou.

Por fim, José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã considerou que “esta é uma efeméride que nos enche de orgulho e demonstra o dinamismo desta coletividade que soube afirmar-se no contexto desportivo e social, pugnando pela juventude e desporto como poucos”.
O autarca lembrou ainda algumas passagens importantes do clube, como sendo a primeira subida à IIIª Divisão Nacional em 1959, a passagem pela IIª Divisão Nacional e pela Taça de Portugal em 1961, a refundação do clube em 1975, o regresso aos campeonatos nacionais na década de 1990, o aparecimento do Futsal e a consolidação do clube nos últimos anos.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
1452
Ontem
35600
Este mês
570074
Total
21130670
Visitantes Online
31