Imprimir

O Destacamento Territorial da Sertã da GNR está a alertar para tentativas de burlas relacionadas com a limpeza de terrenos. De acordo com uma informação desta força, presume-se que o burlão acede a informação nas plataformas “Custo Justo”, “OLX” e outras, pesquisando informação relativa à transação de terrenos.

Deste modo, o suposto burlão, fazendo-se passar por engenheiro da Câmara Municipal da Sertã, entra em contacto com as vítimas alvo da tentativa de burla, “indicando-lhes que têm uma coima associada, relativa à falta de limpeza de um terreno que detém e que devem regularizar a situação no mais curto prazo de tempo, dando-lhe indicação de uma forma célere de resolução da coima”, descreve a GNR.
No Destacamento Territorial da Sertã foram reportadas duas situações. Numa delas, a pessoa em causa foi contactada por telemóvel pelo suposto burlão que lhe disse que “possuía um terreno com uma área de cerca de seis hectares, que não se encontrava limpo, pelo qual teria uma coima associada a pagar”, mas que “se pagasse no imediato a coima seria inferior”, acrescenta esta força de segurança. Como o proprietário do terreno estava em Lisboa, informou que não se poderia deslocar à Sertã, tendo a conversa findado aí. Achando a conversa estranha, face aos terrenos que possuía, um por ter ardido nos incêndios do ano passado e outro por não estar próximo de edificações, tentou telefonar várias vezes de volta mas sem sucesso, sustenta a informação.
Noutra situação, outra pessoa foi contactada pelo mesmo burlão que lhe disse que “era proprietário de um terreno e que não tinha procedido à sua limpeza, pelo que tinha uma coima para pagar num valor de 1.300 euros”. Após o proprietário ter dito que não tinha possibilidade de pagar uma quantia tão avultada no momento, o suposto engenheiro da câmara referiu que iria contactar com o presidente da autarquia e voltaria a contactá-lo. “Posteriormente recebeu nova comunicação telefónica, onde lhe enviaram uma mensagem tipo SMS dizendo que, por ordem do Sr. Presidente da C.M. Sertã, a referida coima teria sido reduzida para um valor de 300 euros, mas que para confirmar tal redução da coima, teria que efetuar uma transferência bancária para o NIB constante na mensagem, no mais breve curto prazo de tempo”. Só depois de ter feito a transferência é que o lesado reparou que a mesma não foi para a câmara mas sim para uma mulher. Por ter achado a situação estranha, tentou ligar de volta mas já ninguém atendeu o telefone.
De referir que a transferência foi feita para uma mulher que “estaria atualmente detida num estabelecimento prisional, a cumprir pena de prisão por tráfico de estupefacientes”, acrescenta a GNR.
Assim sendo, a GNR alerta para tentativas de burlas, relacionadas com limpeza de terrenos, acrescentando que não há coimas de 1.300 euros e que as mesmas, no mínimo são de 280 euros. De acordo coma lei, em caso de incumprimento, os proprietários ficam sujeitos a processos de contraordenação, com coimas, que podem variar entre 280 euros e 10.000 euros, no caso de pessoa singular, e de 3.000 euros a 120.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
5206
Ontem
18215
Este mês
585258
Total
18302371
Visitantes Online
25